minsa.gov.ao
Sociedade
17 Maio de 2024 | 20h05

MINSA: Angola prevê vacinar mais de cinco milhões de crianças contra a pólio

Angola pretende vacinar 5.549 milhões crianças contra a pólio durante três dias, a informação foi avançada pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Carlos Alberto Pinto de Sousa, que falava em representação da ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, no acto de lançamento da primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a pólio, nesta sexta-feira, 17 de Maio, em Calumbo, na província de Luanda.

Angola pretende vacinar 5.549 milhões crianças contra a pólio durante três dias, a informação foi avançada pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Carlos Alberto Pinto de Sousa, que falava em representação da ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, no acto de lançamento da primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a pólio, nesta sexta-feira, 17 de Maio, em Calumbo, na província de Luanda.

Para alcançar este objectivo, disse o secretário de Estado, contamos com 12.415 equipas treinadas e motivadas para segurar que cada criança seja vacinada. 

A campanha a decorrer de 17 a 19 de Maio nos 164 municípios do país, será apoiada por 13.526 mobilizadores sociais e 3.166 supervisores.

O governante revelou que a principal estratégia da vacinação será de casa a casa, porta a porta, pelo que pediu à população que facilite o acesso  dos vacinadores às suas residências para vacinar todas as crianças menores de cinco anos, para que sejam protegidas contra a doença, sem deixar ninguém para trás. 

"A vacinação das crianças contra a poliomielite não é apenas uma medida de Saúde pública, é mais do que isso”, frisou Carlos Alberto Pinto de Sousa, justificando que o acto é um compromisso com o futuro mais saudável, com o progresso e prosperidade do nosso país.

Para a prevenção de doenças por meio de vacinação, o Ministério da Saúde administra vacina de rotina nas unidades sanitárias com campanhas periódicas contra doenças com potencial epidémico, reduzindo drasticamente o número de pessoas susceptíveis e evitando epidemias que no passado trouxeram luto e dor para muitas famílias. 



Voltar

Canais de Atendimento

Você pode realizar manifestações nos seguintes canais