minsa.gov.ao
Sociedade
09 Julho de 2024 | 12h07

MINSA:HOSPITAL CENTRAL DO LUBANGO CONTA COM CINCO SALAS CIRÚRGICAS

A conclusão da primeira fase de requalificação do Hospital Central do Lubango tem permitido a realização segura de actos médicos de maior complexidade nas cinco salas operatórias, apoiadas por uma central de esterilização, laboratório de anatomia patológica, banco de urgência e serviços de cuidados intensivos completamente equipado

A conclusão da primeira fase de requalificação do Hospital Central do Lubango tem permitido a realização segura de actos médicos de maior complexidade nas cinco salas operatórias, apoiadas por uma central de esterilização, laboratório de anatomia patológica, banco de urgência e serviços de cuidados intensivos completamente equipado.

O secretário de Estado para a Área Hospitalar, Leonardo Europeu Inocêncio, visitou nesta segunda-feira, 8 de Julho, as áreas clínicas, atendimento assistencial, consultas externas, enfermarias de internamento e outras que beneficiaram de obras da primeira fase iniciada em 2019.

O governante inteirou-se, igualmente, do andamento da segunda fase de requalificação em curso, na maior unidade sanitária da Região Centro-Sul do país, que abrangeu as áreas de internamento de doentes com acidentes vasculares cerebrais em fase aguda, neurocirurgia e uma unidade específica de consultas para doentes com diabetes.

Na ocasião, Leonardo Europeu Inocêncio disse que a unidade de acidentes vasculares cerebrais em fase aguda vai possibilitar a realização de trombólise nos casos de esquemia, de acordo Protocolo Internacional, que possibilita melhor recuperação motora do doente em curto espaço de tempo.

Leonardo Europeu Inocêncio reforçou que as obras de requalificação foram feitas para prestar melhor assistência médica de qualidade com serviços humanizados.
A cave do Hospital Central do Lubango, as salas para formação, anfiteatro com capacidade para 70 pessoas foram, igualmente, reabilitadas.

Durante a sua estada no Lubango, o secretário de Estado esteve acompanhado pelo governador provincial da Huíla, Nuno Mahapi, e constatou o grau de execução das obras do novo Hospital Materno Infantil que terá capacidade para 200 camas.


Voltar

Canais de Atendimento

Você pode realizar manifestações nos seguintes canais